Carregando...

A Leveza e o bairrismo do TOP 100 WINE SPECTATOR

por Armando Catuzzo — Última modificação 22/11/2011 17:49:02

A leveza e o bairrismo do Top 100 Wine Spectator

21 de novembro de 2011 | Categorias: Concursos e rankings, Na web

Saiu na última semana o mais aguardado ranking vinícola do mundo: o Top 100 da revista norte-americana Wine Spectator. Analisando a lista dos 10 primeiros, é possível confirmar que o excesso de álcool e a tanicidade estão mesmo perdendo espaço nas prateleiras.

Nenhum malbec argentino foi incluído no topo do pódio, por exemplo. Aliás, os sul-americanos não conquistaram um único espaço entre os 10% mais bem avaliados. O domínio foi de rótulos norte-americanos e franceses, seguidos de italianos e um português. O grande vencedor confirma um certo bairrismo da premiação. Com uvas californianas, o Kosta Browne Pinot Noir 2009 ficou em primeiro lugar entre as mais de 16 mil amostras avaliadas. Confira abaixo a colocação completa.

TOP 10 DO TOP 100
1 - Kosta Browne Pinot Noir 2009, Sonoma Coast (EUA) US$ 52
2 - Kathryn Hall Cabernet Sauvignon 2008, Napa Valley (EUA) US$ 90
3 - Domaine Huët Vouvray Moelleux Clos du Bourg Première Trie 2009 (França) US$ 69
4 - Campogiovanni Brunello di Montalcino 2006 (Itália), US$ 50
5 - Dehlinger Pinot Noir 2008, Russian River Valley (EUA) US$ 50
6 - Baer Merlot/Cabernet Franc 2008, Ursa Columbia Valley (EUA) US$ 35
7 - Quinta do Vallado Touriga Nacional 2008, Douro (Portugal) US$ 55
8 - Domenico Clerico Barolo Ciabot Mentin Ginestra 2006 (Itália) US$ 90
9 - Alain Graillot Crozes-Hermitage La Guiraude 2009 (França) US$ 55
10 - Château de St.-Cosme Gigondas Valbelle 2009 (França) US$ 58


Pingos
3
  




Comentarios

17/12/2011 18:41:59
Quatro americanos entre os 6 primeiros é um espanto, mas ao mesmo tempo se formos partir do princípio que não há desonestidade, isso vem demonstrar algo que eu venho falando, que é o salto enorme de qualidade dos vinhos americanos, que dentre os bem-feitos, que não são poucos, deixaram há muito para trás a possibilidade de serem categorizados com aquela ladainha repetida até por quem nunca os provou, tal como "tem excesso de baunilha"...foi-se o tempo, pois eles são os mais elegantes vinhos extra-velhomundista do planeta!!! Fora a Europa, não há uma qualidade hoje em dia tão consistente como os americanos!

Pingos
1
  
17/12/2011 18:41:53
Quatro americanos entre os 6 primeiros é um espanto, mas ao mesmo tempo se formos partir do princípio que não há desonestidade, isso vem demonstrar algo que eu venho falando, que é o salto enorme de qualidade dos vinhos americanos, que dentre os bem-feitos, que não são poucos, deixaram há muito para trás a possibilidade de serem categorizados com aquela ladainha repetida até por quem nunca os provou, tal como "tem excesso de baunilha"...foi-se o tempo, pois eles são os mais elegantes vinhos extra-velhomundista do planeta!!! Fora a Europa, não há uma qualidade hoje em dia tão consistente como os americanos!

Pingos
0
  
24/11/2011 12:14:46
Sem dúvidas. E o que é pior: há boatos de que a carga aumentará...

Pingos
0
  
ver mais comentários...

Adicione seu Comentario


comentário
Esta dica foi visualizada 1588 vezes